EUA dizem que reunião com China é etapa em esforço por linha de comunicação

Secretário de Defesa dos EUA, Lloyd Austin

Por Idrees Ali

BANGCOC (Reuters) - O secretário de Defesa dos Estados Unidos, Lloyd Austin, disse nesta segunda-feira que sua reunião com o ministro da Defesa da China foi um passo importante nos esforços para desenvolver linhas de comunicação entre os dois militares.

Austin e o ministro da Defesa chinês, general Wei Fenghe, se reuniram nos bastidores da cúpula de segurança Diálogo Shangri-La em Cingapura por quase uma hora na sexta-feira, com ambos os lados mantendo suas opiniões opostas sobre o direito de autogovernança de Taiwan.

Apesar das tensões entre Estados Unidos e China, as autoridades militares dos EUA há muito procuram ter linhas abertas de comunicação com seus colegas chineses para poder mitigar possíveis problemas ou lidar com quaisquer acidentes.

"Foi um passo importante em nossos esforços para desenvolver linhas abertas de comunicação com a liderança do Exército de Libertação Popular ... Foi uma oportunidade importante para levantar nossas preocupações sobre o potencial de instabilidade no Estreito de Taiwan", disse Austin a repórteres durante uma visita à Tailândia.

Os Estados Unidos são o mais importante apoiador internacional e fornecedor de armas de Taiwan, uma fonte de atrito constante entre Washington e Pequim.

A China, que reivindica a autogovernada Taiwan como seu próprio território, aumentou a atividade militar perto da ilha nos últimos dois anos, respondendo ao que chama de "conluio" entre Taipei e Washington.

Em um discurso no domingo, Wei disse que cabe aos Estados Unidos melhorar o relacionamento bilateral com seu país.

(Reportagem adicional de Martin Petty)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos