EUA: em novo ataque no país, homem invade hospital e mata pelo menos quatro pessoas

Um homem armado com um fusil e uma faca matou pelo menos quatro pessoas nesta quarta-feira (1) antes de se suicidar, dentro de um hospital em Tulsa, em Oklahoma, nos Estados Unidos.

"Podemos confirmar que quatro pessoas morreram no hospital St. Francis. Funcionários estão ainda evacuando o prédio", escreveu a polícia de Tulsa em sua conta oficial no Twitter, logo após o ataque. Mais cedo, o capitão da polícia Richard Meulenberg afirmou que agentes descreveram a cena do ataque como "catastrófica", com "várias" pessoas baleadas e "vários feridos".

Nesta manhã, o chefe-adjunto da corporação, Eric Dalgleish, confirmou o suicídio do atirador. A polícia interviu imediatamente depois de um telefonema. De acordo com a testemunha, um homem armado estava dentro do hospital Saint Francis, no centro da cidade.

Os policiais então procuraram o suspeito em todos os andares. De acordo com as primeiras informações, ele tem entre 35 e 40 anos. "Eu vi os helicópteros e ouvi vários barulhos", contou Elizabeth Buchner, 43 ans, que mora em uma casa atrás do prédio. "A reação da polícia foi rápida e forte", declarou.

O drama aconteceu poucas horas após o funeral, em Uvalde no Texas, das 21 vítimas de um ataque a uma escola da cidade na semana passada, que matou 19 crianças e chocou o país.

Série de ataques

O controle do acesso a armas de fogo enfrenta resistência nos Estados Unidos, principalmente por parte dos republicanos e de alguns estados rurais democratas. Mas Biden, que visitou Uvalde no fim de semana, se comprometeu a "seguir pressionando" por uma reforma.


Leia mais

Leia também:
Massacre em Uvalde relança debate sobre porte de armas e mostra banalização da violência
Depois de ataque nos EUA, Canadá quer endurecer ainda mais lei de porte de armas
“Quando, pelo amor de Deus, vamos enfrentar o lobby das armas?”, pergunta Biden após ataque em escola no Texas

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos