EUA enviam à Ucrânia dois sistemas de mísseis terra-ar

Secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken

Por Phil Stewart e Mike Stone

WASHINGTON (Reuters) - Os Estados Unidos estão enviando à Ucrânia dois sistemas de mísseis terra-ar Nasams, quatro radares de contra-artilharia adicionais e até 150.000 cartuchos de munição de artilharia de 155 mm como parte de seus mais recentes pacotes de armas para a Ucrânia, disse o Pentágono nesta sexta-feira.

O pacote de assistência, no valor de cerca de 820 milhões de dólares, foi amplamente anunciado pelo presidente dos EUA, Joe Biden, na quinta-feira, em Madri, após uma reunião de líderes da Otan focada na invasão da Ucrânia pela Rússia.

"Os ucranianos continuam enfrentando uma brutalidade acentuada mais uma vez esta semana por um ataque que atingiu um shopping cheio de civis. Eles continuam lutando por seu país, e os Estados Unidos continuam a apoiá-los e a sua justa causa", disse o secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken, em um comunicado sobre a assistência.

Autoridades ucranianas disseram que um míssil Kh-22 disparado por um bombardeiro russo atingiu um shopping na cidade central de Kremenchuk na segunda-feira, matando pelo menos 19 pessoas. Esse ataque atraiu a condenação de líderes ocidentais e do papa, mas a Rússia rejeitou o relato da Ucrânia, dizendo que o míssil atingiu um depósito de armas fornecidas pelo Ocidente próximo ao shopping, fazendo com que ele pegasse fogo.

O Pentágono deu mais detalhes nesta sexta-feira ao formalizar o anúncio e disse que a mais recente rodada de assistência de segurança também inclui munição adicional para Sistema de Foguetes de Artilharia de Alta Mobilidade (Himars).

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos