EUA estão preocupados com movimentos da China para ampliar influência no Brasil, diz Lighthizer

WASHINGTON (Reuters) - O governo dos Estados Unidos transmitiu ao Brasil suas preocupações sobre movimentos da China --já o maior parceiro comercial do Brasil-- para expandir sua influência no país latino-americano, disse nesta terça-feira o representante comercial dos EUA, Robert Lighthizer.

Os comentários de Lighthizer em evento organizado pela Câmara Americana de Comércio foram ecoados pelo assessor econômico da Casa Branca, Larry Kudlow, segundo o qual Washington pediu ao governo brasileiro que assegure "que vigiemos a China com cuidado" em relação ao 5G e a outras tecnologias.

(Por Andrea Shalal e Susan Heavey)