EUA extraditam para o México ex-governador acusado de corrupção

O ex-governador do estado mexicano de Chihuahua César Duarte foi extraditado nesta quinta-feira pelos Estados Unidos, para responder em seu país pelo desvio de cerca de 5 milhões de dólares de fundos públicos, informou o governo mexicano.

Em comunicado conjunto, a chancelaria e a Procuradoria Geral da República assinalaram que o governo americano "entregou Duarte em extradição, para que seja procesado por responsabilidade pelos crimes de peculato e associação criminosa". O político, que, segundo a imprensa local, está sendo levado para o México em um avião oficial, será entregue a um tribunal de Chihuahua.

Duarte, 59, do ex-hegemônico Partido Revolucionário Institucional (PRI), governou o estado fronteiriço entre 2010 e 2016 e foi capturado na cidade americana de Miami em 8 de julho de 2020, acusado de desviar recursos públicos para as campanhas do seu partido.

Após as primeiras acusações e um primeiro mandado de prisão, Duarte se mudou para os Estados Unidos em novembro de 2016. Em março do ano seguinte, foi emitida a lista vermelha da Interpol. A extradição "é resultado da colaboração estreita entre os dois países", destacou a Procuradoria.

Uma dúzia de ex-governadores mexicanos foram acusados judicialmente de corrupção ou ligação com o crime organizado nas últimas duas décadas.

sem/axm/llu/lb

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos