EUA lançaram ataques aéreos recentemente no Afeganistão, informa o Pentágono

·1 minuto de leitura
A pista da base aérea de Bagram, no Afeganistão

Os Estados Unidos realizaram uma série de ataques aéreos para apoiar os esforços do Exército afegão de repelir uma ofensiva do Talibã, disse o Pentágono nesta quinta-feira (22), quando a retirada das forças internacionais do país está quase completa.

"Nos últimos dias, agimos por meio de ataques aéreos para apoiar a ANDSF", disse o porta-voz do Pentágono, John Kirby, referindo-se às forças do governo afegão.

"Continuamos (...) realizando ataques aéreos em apoio à ANDSF", afirmou a repórteres em coletiva de imprensa, acrescentando que o chefe do Comando Central do Exército dos Estados Unidos (Centcom), o general Kenneth McKenzie, havia autorizado o ataque.

Kirby disse que não poderia fornecer mais detalhes sobre os ataques aéreos, mas reiterou a declaração de ontem do secretário de Defesa, Lloyd Austin, de que os Estados Unidos continuam "comprometidos em ajudar as forças de segurança afegãs e o governo afegão".

O poder aéreo americano fornece às forças afegãs uma vantagem tática contra o Talibã, que muitos temem que seja corroída pela retirada das tropas internacionais.

Na quarta-feira, o chefe do Estado-Maior Conjunto dos Estados Unidos, o general Mark Milley, reconheceu que o regime talibã agora controla cerca de metade dos 400 distritos do Afeganistão, mas acrescentou que não tomou nenhuma das principais cidades.

Ele acrescentou que a retirada dos EUA, que terminará em 31 de agosto, está 95% concluída.

sl/seb/sw/st/lm/lda/ap

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos