EUA liberam US$ 232 milhões a fabricante de teste rápido doméstico de covid

·1 minuto de leitura
O CEO da Ellume, Sean Parsons, mostra um kit de teste doméstico para a covid-19

Os Estados Unidos pagarão cerca de US$ 232 milhões de dólares à empresa Ellume USA LLC para aumentar a produção de um teste rápido doméstico para o covid-19, cujo resultado sai em 15 minutos, informou um funcionário da Casa Branca.

Os testes domésticos receberam uma autorização de emergência da Food and Drug Administration (FDA) em dezembro.

Esse teste, que é feito com cotonete nasal e pode ser adquirido sem receita, pode ser realizado em casa e seu resultado é conhecido 15 minutos depois por meio de aplicativo telefônico. Tem 95% de eficácia.

"Ele pode ser usado se a pessoa tiver com sintomas da covid-19 e também para detectar assintomáticos para que possam ir para o trabalho, escola ou eventos", explicou Andy Slavitt, assessor da Casa Branca para o novo coronavírus.

Ele acrescentou que o Departamento de Defesa e o Departamento de Saúde fornecerão US$ 231,8 milhões para a Ellume - que tem sede na Austrália - aumentar a produção desse teste.

A partir deste mês e até julho, a empresa enviará 100 mil kits de teste por mês para os Estados Unidos, acrescentou.

O investimento dos EUA permitirá que a Ellume USA aumente a produção de testes rápidos para mais de 19 milhões até o final do ano. Desse total, 8,5 milhões irão para o governo dos Estados Unidos.

"A capacidade de realizar testes rápidos, rastreamento de contato e quarentena está no centro de nossa estratégia nacional e será uma parte vital para conter o vírus e impedir a disseminação em comunidade", finalizou Slavitt.

cl/ft/gm/mps/bn/mvv