EUA: membro do Fed defende quatro aumentos da taxa de juros neste ano

(Arquivo) Prédio do Federal Reserve

Um membro do Federal Reserve (Fed) dos Estados Unidos afirmou nesta quarta-feira que a entidade deveria aumentar quatro vezes neste ano a taxa de juros.

Eric Rosengren, até agora conhecido por suas posições hasta cautelosas em política monetária mudou de opinião ao avaliar que os Estados Unidos deve evitar o aquecimento da economia.

O Fed já aumentou a taxa de juros em um quarto de ponto percentual em março e espera-se que ao longo do ano anuncie dois aumentos ou mais.

Rosengren considera que o Banco Central americano deve proceder com mais três aumentos.

Essa aceleração significaria "um ritmo mais regular" dos aumentos que "continuariam sendo progressivos".

"Essa cadência seria mais lenta que o ciclo precedente de endurecimento monetário, que começou em 2004, com o FOMC aumentando os juros 17 vezes; uma em cada reunião", disse.

Rosengren tem voz, mas não vota no Comitê de Política Monetária (FOMC) do Fed que decide sobre a taxa de juros.