EUA monitora viagens de russos ao Irã para compra de drones

Funcionários russos visitaram o Irã duas vezes, recentemente, para avaliar drones de combate - disse o conselheiro de Segurança Nacional dos Estados Unidos, Jake Sullivan, neste sábado (16), enquanto Moscou busca reforçar seu arsenal para a guerra na Ucrânia.

O Exército do Irã organizou duas exibições para as delegações russas no aeródromo de Kashan, em 8 de junho e 5 de julho, acrescentou Sullivan, em um comunicado.

Imagens de satélite divulgadas pela Casa Branca mostram drones Shahed-191 e Shahed-129 no local, ou voando próximo.

"Avaliamos que uma delegação oficial russa recebeu, recentemente, uma exibição de UAVs iranianos (veículos aéreos não tripulados, na sigla em inglês) com capacidade de ataque", relatou Sullivan na mesma nota.

"Divulgamos estas imagens capturadas em junho, que mostram UAVs iranianos que a delegação do governo russo viu nesse. Isso sugere um interesse contínuo da Rússia em adquirir UAVs iranianos com capacidade de ataque", completou.

Em entrevista à emissora americana CNN esta semana, o coordenador para Comunicações Estratégicas do Conselho de Segurança Nacional, John Kirby, disse que os drones podem ser usados tanto para reconhecimento quanto para a entrega de munição.

"Era importante deixar claro para o mundo que sabemos que a Rússia precisa dessas capacidades adicionais", explicou Kirby na terça-feira. "Está expandindo seus recursos em um ritmo acelerado", completou.

Recentemente, os Estados Unidos e seus aliados forneceram armas de precisão de longo alcance às forças ucranianas, como mísseis guiados de precisão Himars, aumentando sua capacidade de atacar alvos russos e repelir a crescente ofensiva de Moscou no leste.

sst/ah/dg/ll/tt

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos