EUA não priorizam derrubada de Assad, diz embaixadora

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A embaixadora americana na ONU, Nikki Haley, disse nesta quinta-feira (30) que os Estados Unidos não colocam mais a derrubada do ditador da Síria, Bashar al-Assad, como prioridade para a resolução da guerra civil no país árabe.

A declaração é mais um sinal de que o presidente Donald Trump deve mudar a política do antecessor, Barack Obama, em relação ao conflito. O democrata exigia a saída do mandatário, assim como França, Reino Unido e Turquia.

"Nossa prioridade é olhar como conseguimos fazer coisas, com quem precisamos trabalhar para realmente fazer a diferença para os sírios."

Desde a campanha eleitoral, Trump coloca o combate à milícia Estado Islâmico como prioridade na Síria. Membros do governo disseram à agência de notícias Reuters que a declaração é realista e baseia-se na situação atual do conflito.