EUA nega ter desviado máscaras destinadas à Alemanha

Policiais alemãs patrulham em parque do aeroporto Tempelhof em 5 de abril de 2020 em Berlim

Os Estados Unidos negaram nesta segunda-feira o desvio de 200.000 máscaras de proteção contra coronavírus destinadas à polícia alemã, como Berlim acusou, e denunciaram "campanhas de desinformação" para semear discórdia.

"O governo dos Estados Unidos não tomou nenhuma medida para desviar as máscaras (da empresa) 3M destinadas à Alemanha e não sabia da existência dessa remessa", disse à AFP um porta-voz da embaixada dos EUA na Alemanha.

Na sexta-feira, as autoridades de Berlim alegaram que um pedido de 200.000 máscaras faciais destinadas à polícia de Berlim para lidar com a pandemia de COVID-19 havia sido "confiscado" no aeroporto de Bangcoc, na Tailândia, e disseram suspeitar de Washington.

Uma autoridade disse que se tratava de "pirataria moderna" e o prefeito de Berlim, Michael Müller, tuitou que "as ações do presidente dos EUA são tudo menos solidárias e responsáveis. Isso é desumano e irresponsável".

Vários presidentes de regiões francesas acusaram os Estados Unidos de reter máscaras que a China prometeu vender para a França, algo que Washington rejeitou.