EUA parabeniza Colômbia por 'integridade' das eleições presidenciais

Os Estados Unidos parabenizaram a Colômbia, nesta terça-feira (31), pela "integridade" das eleições presidenciais de domingo, e se disse confiante de que o país mostrará o mesmo desempenho no segundo turno.

"Celebramos a democracia colombiana e parabenizamos os colombianos por seu exercício entusiasta do direito ao voto", escreveu no Twitter Brian Nichols, chefe da diplomacia americana para as Américas.

"Confiamos que o segundo turno será conduzido com o mesmo nível de integridade", acrescentou.

O esquerdista Gustavo Petro, um senador e ex-guerrilheiro, venceu o primeiro turno com 40,32% dos votos. Ele enfrentará, em 19 de junho, o empresário de direita Rodolfo Hernández, um 'outsider' milionário que surpreendeu e ficou em segundo lugar com 28,5%, superando os candidatos do oficialismo e do centro.

O Departamento de Estado americano havia manifestado há uma semana sua confiança nas instituições democráticas na Colômbia antes das eleições, em meio a tensões em um país marcado por décadas de violência política.

Ameaças de morte, assim como desconfiança no sistema eleitoral e um aumento da violência nas zonas remotas aqueceram o clima na reta final da campanha.

Na terça-feira, a Missão de Observação Eleitoral da Organização dos Estados Americanos (MOE/OEA) aplaudiu que a votação no primeiro turno na Colômbia foi realizada em clima de calma.

"A Missão celebra que na maior parte do território o dia tenha decorrido de forma pacífica e destaca o aumento da participação eleitoral em relação às eleições legislativas de março, assim como em relação às duas últimas eleições presidenciais”, disse em um comunicado.

Cerca de 54,91% dos colombianos habilitados para votar compareceram as urnas no domingo, segundo dados do Registo Nacional do Estado Civil.

ad/yow/ap

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos