EUA 'pronto' para dialogar com a Rússia sobre a Ucrânia e também para 'defender' aliados

·1 min de leitura
O conselheiro de segurança nacional, Jake Sullivan, fala a repórteres na Casa Branca sobre as tensões com a Rússia (AFP/Jim WATSON) (Jim WATSON)

Os Estados Unidos não acreditam que a Rússia tenha decidido invadir a Ucrânia, mas estão preparados para continuar o diálogo ou para "responder com firmeza" no caso de um ataque, disse o assessor de segurança nacional Jake Sullivan, nesta quinta-feira (13).

"Estamos prontos em ambos os casos", declarou Sullivan a repórteres após uma semana de negociações entre os Estados Unidos, seus aliados ocidentais e a Rússia.

"Estamos prontos para avançar na mesa de negociações e para tomar as medidas necessárias e apropriadas para defender nossos aliados, apoiar nossos parceiros e responder com firmeza a qualquer agressão aberta que possa ocorrer", acrescentou.

A Rússia enviou dezenas de milhares de soldados para a fronteira com a Ucrânia, exigindo garantias de que a Otan não se deslocará para o leste.

"A comunidade de inteligência não fez uma avaliação de que os russos definitivamente decidiram tomar um curso de ação militar na Ucrânia", disse Sullivan.

"Assim, como as coisas estão no momento, a Rússia tem a oportunidade de vir para a mesa" de negociação, completou.

O vice-chanceler russo, Sergei Ryabkov, que liderou conversas em Genebra com a vice-secretária de Estado dos EUA, Wendy Sherman, não descartou nesta quinta-feira que, se a diplomacia falhar, Moscou colocará em prática uma infraestrutura militar na Venezuela ou em Cuba, seus aliados na região.

"Eu não quero confirmar isso... ou descartá-lo", disse ele.

Sullivan chamou os comentários de Ryabkov de "bravata" e disse que a Rússia não levantou a ideia nas discussões.

"Se a Rússia seguisse nessa direção, abordaríamos a questão de forma decisiva", alertou Sullivan.

Em 1962, os Estados Unidos e a então União Soviética estavam à beira de uma guerra nuclear, quando Moscou instalou mísseis balísticos em Cuba.

sms-sct/to/dl/ad/am

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos