EUA prontos para ajudar a desbloquear o Canal de Suez

·1 minuto de leitura
Foto do satélite Cnes 2021 divulgada em 25 de março de 2021 pela Airbus DS mostrando o navio de conteineres Ever Given bloqueando o Canal de Suez

Os Estados Unidos estão prontos para ajudar a libertar o navio cargueiro que bloqueia o Canal de Suez há quatro dias, em particular enviando uma equipe de especialistas da Marinha que pode chegar ao local muito rapidamente, disseram vários altos funcionários do governo nesta sexta-feira (26).

"Oferecemos assistência americana às autoridades egípcias para ajudar a reabrir o Canal de Suez", disse a porta-voz da Casa Branca Jen Psaki.

"Essas discussões continuam e espero que possamos dizer mais em breve", acrescentou ele durante uma coletiva de imprensa.

O porta-voz do Comando Central do Exército dos Estados Unidos (Centcom), comandante Bill Urban, disse por sua vez que o Pentágono já está planejando uma possível missão.

"Nós nos oferecemos para ajudar o Egito, estamos prontos para fazê-lo e consideraremos todos os pedidos específicos que recebermos", disse. "Continuamos monitorando e avaliando a situação, mas não temos nada a acrescentar na assistência específica neste momento".

O comando central dos Estados Unidos, que cobre todo o Oriente Médio, é particularmente responsável pela proteção do tráfego marítimo na região.

De acordo com um oficial militar americano que pediu anonimato, Washington ofereceu às autoridades egípcias o envio de uma equipe de especialistas da Marinha.

Se o Egito solicitar formalmente, os especialistas poderão ser despachados no sábado do Bahrein, onde está baseada a Quinta Frota dos Estados Unidos.

Mas este pedido ainda não foi recebido e a missão "não foi aprovada", disse a fonte à AFP.

Os Estados Unidos também estão dispostos a oferecer conselhos de segurança aos armadores que decidirem evitar o Canal de Suez e contornar a África, o que os exporia a áreas de alto risco de pirataria, acrescentou o funcionário.

sl/dax/dg/dga/mvv