EUA quebram recorde de hospitalização por Covid-19 conforme Ômicron se espalha

·1 min de leitura
Paciente é levado para hospital durante a pandemia de Covid-19 em Nova York

Por Maria Caspani e Lisa Shumaker

(Reuters) - As hospitalizações por Covid-19 nos Estados Unidos atingiram um novo pico de 132.646, de acordo com uma contagem da Reuters nesta segunda-feira, superando o recorde de 132.051 estabelecido em janeiro do ano passado, em meio à disseminação da variante Ômicron, que é altamente contagiosa.

As hospitalizações têm aumentado de forma constante desde dezembro, dobrando nas últimas três semanas, quando a Ômicron rapidamente ultrapassou a Delta como a versão dominante do vírus nos Estados Unidos.

Delaware, Illinois, Maine, Maryland, Missouri, Ohio, Pensilvânia, Porto Rico, Ilhas Virgens Americanas, Vermont, Virgínia, Wisconsin ea capital Washington têm reportado níveis recordes de pacientes hospitalizados com Covid-19 recentemente, de acordo com a análise da Reuters.

Embora potencialmente menos graves, autoridades de saúde alertaram que o grande número de infecções causadas pela variante Ômicron pode sobrecarregar os hospitais, alguns dos quais já suspenderam procedimentos eletivos enquanto lutam para lidar com o aumento de pacientes em meio à escassez de funcionários.

(Reportagem de Maria Caspani em Nova York e Lisa Shumaker em Chicago)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos