EUA querem acabar com dependência de terras raras da China, diz Yellen

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
FOTO DE ARQUIVO: Secretária do Tesouro dos EUA, Janet Yellen
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Por Andrea Shalal

SEUL (Reuters) - Os Estados Unidos querem acabar com sua "dependência indevida" de terras raras, painéis solares e outros produtos importantes da China, a fim de impedir que Pequim corte o fornecimento como fez com outros países, disse a secretária do Tesouro dos EUA, Janet Yellen.

Yellen, que chegou a Seul na segunda-feira, disse à Reuters que está pressionando por maiores laços comerciais com a Coreia do Sul e outros aliados confiáveis para melhorar a resiliência das cadeias de suprimentos e evitar possíveis manipulações por rivais geopolíticos.

"Cadeias de fornecimento resilientes significam uma diversidade de fontes e eliminar, na medida do possível, a possibilidade de que rivais geopolíticos possam nos manipular e ameaçar nossa segurança", disse ela em entrevista a caminho de Seul.

Yellen vai mostrar suas preocupações em um importante discurso político em Seul na terça-feira, depois de visitar as instalações da empresa sul-coreana LG Corp. durante a etapa final de uma visita de 11 dias à região do Indo-Pacífico.

De acordo com trechos de seus comentários, Yellen fará um forte apelo por laços comerciais mais profundos entre aliados para fortalecer suas cadeias de suprimentos, combater a inflação e frustrar as "práticas comerciais desleais" da China.

Yellen disse que a Coreia do Sul tem “tremenda força em termos de recursos, tecnologia, habilidades” e suas empresas, incluindo a LG, já estão investindo nos Estados Unidos.

(Reportagem de Andrea Shalal)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos