EUA reduzem à metade período de isolamento por Covid

·1 min de leitura
(Novembro) Passageiros no Aeroporto Internacional LaGuardia, em Nova York (AFP/Robyn Beck)

Autoridades de saúde dos EUA anunciaram nesta segunda-feira que reduziram pela metade o tempo de isolamento recomendado para pessoas com Covid-19, de 10 para cinco dias em casos assintomáticos, no momento em que o aumento do número de casos da doença provoca caos nas viagens.

"A variante Ômicron se propaga rapidamente e tem o potencial de impactar todas as facetas da nossa sociedade", advertiu a diretora do Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), principal agência de saúde americana, Rochelle Walensky, ao anunciar a mudança. "Essas atualizações garantem que todos possam seguir com suas vidas de maneira segura."

De acordo com o CDC, “essa mudança é justificada pela ciência”, segundo a qual a maioria das infecções ocorre nos dois dias anteriores e três posteriores ao surgimento dos sintomas. No entanto, a agência aconselha as pessoas assintomáticas a usarem máscara nos cinco dias seguintes.

Para os contatos não vacinados de um caso positivo, o tempo de isolamento também foi reduzido, de 14 para cinco dias, mas recomenda-se que usem máscara nos cinco dias seguintes. Os contatos próximos que tiverem se vacinado não precisam se isolar.

As recomendações do CDC servem de referência e são amplamente seguidas nos Estados Unidos, mas não são uma obrigação federal.

ube/led/bur-bfm/ec/lb

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos