EUA sanciona funcionários de Cuba por 'repressão violenta' a protestos

Um homem agita a bandeira cubana durante uma manifestação contra o governo do presidente Miguel Díaz-Canel em Havana, em 11 de julho de 2021

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos