EUA tem 'ampla gama' de respostas se Riad for culpado no caso Khashoggi

(Arquivo) O secretário de Estado americano, Mike Pompeo

O secretário de Estado americano, Mike Pompeo, advertiu nesta sexta-feira (19) que Washington tem uma "ampla gama" de respostas caso seja comprovado que a Arábia Saudita é responsável pelo desaparecimento do jornalista saudita Jamal Khashoggi.

"Sem dúvida iremos contemplar uma ampla gama de respostas possíveis, mas acho que o importante é que os fatos sejam esclarecidos", declarou Pompeo à rádio Voice of America.

Os Estados Unidos são o principal apoio da Arábia Saudita no cenário internacional e Riad representa um aliado fundamental no Oriente Médio para Washington.

O governo americano tem sido notavelmente cauteloso ao criticar o reino saudita, apesar das crescentes evidências de que Khashoggi, um jornalista crítico com o príncipe herdeiro, desapareceu depois de entrar no consulado de seu país em Istambul.

Na quinta-feira, Trump disse pela primeira vez que era provável que o jornalista estivesse morto e advertiu que neste caso haveria uma resposta severa.

Khashoggi desapareceu depois de entrar, em 2 de outubro, no consulado da Arábia Saudita para realizar trâmites antes de seu casamento com a turca Hatice Cengiz.

De acordo com a imprensa turca, o jornalista foi assassinado no consulado por um comando especialmente próximo a Riad.