EUA vai pagar US$ 100 por mês a soldados e policiais do Líbano

Os Estados Unidos anunciaram, nesta quarta-feira (25), que fornecerão uma ajuda inédita de 72 milhões de dólares ao Exército e à polícia do Líbano - que será concedida através de salários complementares durante seis meses - no âmbito de um programa conjunto com a ONU.

As forças de segurança do Líbano foram bastante impactadas pela crise que sacode o país desde 2019, que o Banco Mundial classificou como uma das piores do mundo desde 1850.

Atualmente, o salário médio mensal de um soldado libanês é de 50 dólares, enquanto girava em torno de 800 dólares antes da crise, e o de um oficial está em cerca de 100 dólares.

O programa "entregará 72 milhões de dólares em ajuda financeira temporária e apoio às forças armadas libanesas e às forças de segurança interna", declarou, em um comunicado conjunto, o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e a embaixada americana em Beirute.

"Estas entregas vão fornecer a cada soldado e policial, que seja elegível em virtude da lei americana, uma ajuda de 100 dólares por mês por um período de seis meses", acrescenta a nota.

Nos últimos dois anos, os Estados Unidos, que estão entre os principais apoiadores do Exército libanês, aumentaram as ajudas fornecidas a essas tropas.

O Exército libanês sofre com a escassez de produtos básicos como medicamentos e alimentos, e consegue manter seus equipamentos a duras penas.

"Esta é a primeira vez que os Estados Unidos concedem uma ajuda financeira deste tipo às forças de segurança do Líbano", indicou a embaixadora americana no Líbano, Dorothy Shea, segundo a nota.

Desde 2019, a moeda local do Líbano perdeu 95% de seu valor em relação ao dólar, o que obrigou centenas de membros das Forças Armadas a deixarem o serviço, enquanto outros viram-se obrigados a manter dois empregos.

Em 2020, o Exército libanês suprimiu a carne da alimentação fornecida aos soldados em serviço devido ao aumento nos preços dos alimentos.

Em julho de 2021, a força armada anunciou que passaria a organizar passeios em helicóptero com fins turísticos para gerar receita.

rh/jos/at/hme/an/mb/rpr/mvv