Euro Feminina: Quartas de final começam com favoritismo da anfitriã Inglaterra

Depois de três rodadas da fase de grupos, 8 dos 16 times que disputaram a etapa inicial da Euro Feminina conseguiram conquistar a vaga para as quartas de final. A anfitriã Inglaterra teve o melhor desempenho na primeira fase, com classificação antecipada e quebras de recorde. A Alemanha foi a única outra seleção com 100% de aproveitamento na primeira etapa e também desponta como outra forte candidata a levar para casa o título. Veja abaixo os confrontos das quartas de final:

Inglaterra x Espanha - Quarta-feira, 20/07 - 16h

Depois de uma estreia tímida contra a Áustria pelo placar mínimo, a Inglaterra encerrou sua participação na fase de grupos da Euro com duas goleadas: 8 a 0 contra a Noruega, a maior da história da competição, e 5 a 0 sobre a Irlanda do Norte. Com 14 gols, tem a artilharia do torneio e as duas maiores goleadoras: Beth Mead, com cinco tentos, e Alessia Russo, que já marcou três vezes e divide o segundo lugar com a alemã Alexandra Popp e a francesa Grace Geyoro. Nas assistências, também lidera, com Mead e Fran Kirby tendo passado para o gol em três oportunidades, assim como a sueca Asllani. O bom desempenho da equipe passa pelo comando da treinadora Sarina Wiegman, que venceu a competição em 2017, em casa, quando treinava a seleção da Holanda.

A Espanha teve um desempenho mais modesto, se classificando em segundo lugar do Grupo B. Depois de vencer a Finlândia por 4 a 1, perdeu de 2 a 0 para a Alemanha e terminou a primeira fase com uma vitória magra de 1 a 0 sobre a Dinamarca. É a equipe com a maior posse de bola da competição, com 66,3%, e a segunda mais precisa nos passes (88,7%), mas fica apenas em sexto lugar na artilharia do torneio com cinco gols marcados. Os destaques da equipe são a meia Caldentey, as zagueiras Paredes — que já balançou as redes — e León, que tem duas assistências no torneio.

Alemanha x Áustria - Quinta-feira, 21/07 - 16h

A outra seleção a se classificar para as quartas com 100% de aproveitamento foi a Alemanha, que também não teve sua defesa vazada até agora. Com 4 a 0 sobre a Dinamarca — seleção que a eliminou nas quartas na última edição do torneio, em 2017 —, 2 a 0 sobre a Espanha e 3 a 0 sobre a Finlândia, a seleção alemã conquistou sem dificuldades a vaga no mata-mata. O destaque do time é a meia Alexandra Popp, capitã da equipe, que marcou três gols de cabeça na competição.

A Áustria chega para disputar a vaga após se classificar em segundo lugar do Grupo A. Depois de perder para a Inglaterra no jogo de abertura da Euro, se recuperou com duas vitórias: 2 a 0 contra a Irlanda do Norte e 1 a 0 contra a Noruega. Apesar de não marcar muito, a Áustria tem uma boa vantagem no quesito defensivo, e conseguiu segurar a potência inglesa concedendo apenas um gol—tarefa que as companheiras do Grupo A, Noruega e Irlanda do Norte, não foram capazes de realizar.

Suécia x Bélgica - Sexta-feira, 22/07 - 16h

A Suécia, que se classificou em primeiro lugar do Grupo C, tem nos pés da atacante Kosovare Asllani sua principal arma para continuar brigando pelo título da Euro. A jogadora do Real Madrid de 32 anos marcou um gol e deu três assistências na fase de grupos. A atleta foi fundamental para o empate em 1 a 1 com a Holanda e as vitórias sobre a Suíça (2 a 1) e Portugal (5 a 1), quando marcou e foi eleita a melhor da partida. Em 2017, a Suécia foi eliminada nesta fase pela Holanda, que viria a ser a campeã do torneio.

Com uma campanha modesta, a Bélgica conseguiu a vaga em segundo lugar do Grupo D, e passar a primeira fase já é o melhor desempenho da seleção no torneio. Com uma vitória (1 a 0 contra a Itália), um empate (1 a 1 com a Islândia) e uma derrota (2 a 1 para a França), a Bélgica tem como principal estatística a recuperação de bola, onde lidera com 150 recuperações.

França x Holanda - Sábado, 23/07 - 16h

Uma das favoritas no início da competição, a França teve um empate na fase de grupos, mas manteve a invencibilidade. Agora, a equipe busca avançar às semifinais, depois de ficar pelas quartas nas últimas três edições do torneio. Com uma estreia goleando a Finlândia por 5 a 1 com direito a hat trick da atacante Geyoro, a França venceu a Bélgica por 2 a 1 na segunda rodada, mas perdeu uma importante jogadora: a atacante Katoto, que sofreu lesão logo no início da partida, aos 5 minutos. A artilheira do PSG, que tem 26 gols em 32 jogos pela seleção francesa, está fora da Euro. No jogo seguinte, uma partida de extremos: a França abriu o placar contra a Islândia com 43 segundos no cronômetro, mas aos 102 minutos um pênalti para a Islândia empatou a partida.

Atual campeã, a Holanda se classificou, em segundo lugar do Grupo C , para o mata-mata com duas vitórias e um empate: começou com um placar de 1 a 1 contra a Suécia, mas se recuperou e venceu Portugal por 3 a 2 e a Suíça por 4 a 1. A seleção marcou oito vezes, empatando em terceiro lugar com Suécia e França na artilharia, mas a defesa não contribuiu para um saldo de gols elevado, já que foi vazada quatro vezes, pelo menos uma vez em cada partida. Suas principais jogadoras são a zagueira Van der Gragt, que jogou os 90 minutos em todos os confrontos e acumula um gol e uma assistência; a meia Pelova, que saiu do banco nas três partidas e também soma um gol e uma assistência; e a atacante Leuchter, que atuou por apenas 16 minutos mas marcou duas vezes no duelo contra a Suíça.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos