Euro: Inglaterra bate recorde de gols de um time na goleada sobre a Noruega e apresenta credenciais

A Inglaterra não foi atrás da técnica Sarina Wiegman, vice-campeã mundial e atual campeã europeia, ano passado à toa. Com a Euro em casa, o objetivo das leoas era muito claro: brigar de fato pelo título. Nesta segunda-feira, elas apresentaram as credenciais de quem não pretende mais parar nas semifinais. Com atuação de gala, venceram a Noruega por 8 a 0, com direito a hat-trick de Beth Mead e um futebol para que as adversárias fiquem de olho.

De quebra, bateu o recorde de gols em um só tempo e a maior goleada na competição europeia. Só no primeiro tempo foram seis gols; na segunda etapa, a equipe dominou completamente o time de Ada Hegerberg e fez mais dois. O placar é a maior diferença na história da Euro. Só outros dois jogos tiveram oito gols: a final de 2009 entra a poderosa Alemanha diante da própria Inglaterra (6 a 2 para as alemãs) e a goleada da Noruega sobre a Itália (5 a 3), na fase de grupos.

Depois da magra vitória sobre a Áustria na estreia, no Old Trafford, a Inglaterra precisava mostrar que jogar em casa, com estádios lotados, não intimida a seleção. O bom futebol já vinha dando frutos desde a chegada de Wiegman. Com ela no comando, a seleção está invicta e marcou mais de 90 gols.

Durante a preparação para a Euro, teve a vitória recorde de 20 a 0 sobre a Letônia, a goleada por 5 a 1 sobre a Holanda, oex-time de Wiegman, e ainda venceu a Suíça por 4 a 0.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos