Eurocopa: Bélgica joga por uma bola e derruba Portugal nas oitavas de final com um golaço

·2 minuto de leitura

A Bélgica precisou de uma bola para derrubar os atuais campeões europeus da Eurocopa. Com gol de Torghan Hazard, irmão menos famoso de Eden Hazard, os belgas venceram Portugal neste sábado, em Sevilha, e estão nas quartas de final da competição. O adversário será a Itália, na sexta-feira, em Munique.

O medo de dar espaço aos craques adversários prevaleceu entre as seleções em todo o primeiro tempo. Num jogo eliminatório, os times sabem que basta apenas um erro para definir o vencedor. Nem Portugal nem Bélgica queriam dar a chance ao rival.

Num início de jogo extremamente estudado, Lukaku teve uma chance, De Bruyne não teve sossego para seu toque de classe e Cristiano Ronaldo só conseguiu levar risco a Courtois numa cobrança de falta.

Os dois times tiveram o mérito de recompor suas linhas de defesa com velocidade e cortar qualquer jogada de profundidade. Mas basta um erro ou uma desatenção para o plano de jogo ruir. E o erro foi de Portugal. Courtois fez uma finta em Cristiano Ronaldo e deu a saída de bola. Os portugueses não conseguiram voltar com tanta rapidez, a zaga disputou a bol dentro da área e o time deixou espaço livre para Torghan Hazard arriscar de longe, aos 41 minutos. A bola fez uma curva e enganou o goleiro Rui Patrício. Um golaço do irmão menos famoso de Eden Hazard.

Atrás no placar, o óbvio aconteceu. Portugal foi obrigado a se abrir, o técnico Fernando Santos colocou jogadores mais descansados e o jogo ficou mais aberto. E bem mais tenso. A Bélgica tinha a vantagem em mãos, mas viu seu principal jogador, Kevin de Bruyne, deixar o campo machucado. Hazard, o irmão mais velho, tomou as rédeas do jogo e tentou controlar a bola belga, até ter de sair com dores musculares.

Aos portugueses restou o abafa na área nos últimos 10 minutos da partida. Mas esbarraram em Courtois e a trave. O goleiro fez uma linda defesa em cabeçada de Rúben Dias e pegou a tentativa de André Silva. E o chute rasteiro de Rafael Guerreiro ficou no poste esquerdo. A Bélgica se fechou no campo de defesa e segurou o 1 a 0. Agora é a Itália.

Na outra partida de oitavas de final, a República Tcheca aproveitou a expulsão do zagueiro De Ligt, que colocou a mão na bola perto da área, para tirar vantagem da favorita Holanda. Com espaços no segundo tempo, os tchecos abriram o placar com Holes, aos 22 minutos, de cabeça. Aos 34, o volante deu a assistência para Patrick Schick marcar seu quarto gol na Euro e sacramentar a vitória.

Os tchecos enfrentam a Dinamarca pelas quartas de final, no próximo sábado, em Baku, no Azerbaijão.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos