Europa multiplica planos para aliviar os efeitos da crise energética

Lituânia limita ares condicionados e fixa trabalho à distância; França encerra instalações desportivas e vai suprimir comboios para poupar energia