Eurovision: Vocalista do Måneskin tem resultado negativo para uso de drogas

·1 minuto de leitura

A União Europeia de Radiodifusão (EBU, na sigla em inglês) confirmou nesta segunda-feira que Damiano David, vocalista do grupo Måneskin, vencedor do concurso Eurovision em 2021, teve resultado negativo para o uso de drogas. O italiano se submeteu ao exame após a divulgação nas redes sociais de um vídeo em que ele aparecia aproximando o rosto de uma mesa, o que levou a especulação de que teria consumido entorpecentes nos bastidores do evento.

"Após alegações de uso de drogas na Sala Verde da Grande Final do Festival Eurovision no sábado, 22 de maio, a União Europeia de Radiodifusão (EBU), conforme solicitado pela delegação italiana, conduziu uma revisão completa dos fatos, incluindo a verificação de todas as imagens disponíveis. Um teste de drogas também foi voluntariamente realizado hoje cedo pelo vocalista da banda Måneskin que retornou um resultado negativo. Não houve uso de drogas na Sala Verde e consideramos o assunto encerrado", informou a organização em nota.

Logo após a circulação do vídeo, os integrantes do grupo negaram o uso de drogas, e afirmaram que estavam disponíveis para realizar qualquer exame necessário. Além disso, informaram que as imagens compartilhadas mostravam Damiano tentando limpar a sujeira após um copo que estava na mesa quebrar. A EBU também confirmou ter encontrado cacos de vidro no local.

"Estamos realmente chocados com o que algumas pessoas estão dizendo sobre Damiano consumindo drogas. Realmente somos contra as drogas e nunca consumimos cocaína", afirmaram em uma rede social.

Måneskin ganhou o concurso com524 pontos, superando os competidores da França e Suíça, que ocuparam o segundo e terceiro lugar respectivamente.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos