Eurozona espera alcançar acordo com a Grécia até início da próxima semana

O presidente do Eurogrupo, Jeroen Dijsselbloem, em Bruxelas, no dia 9 de novembro de 2015

A zona do euro espera alcançar até "o começo da semana que vem" um acordo com as autoridades gregas que permita a entrega de uma parcela de ajuda de 2 bilhões de euros prometidos a Atenas, disse nesta segunda-feira o presidente do Eurogrupo, Jeroen Dijsselbloem.

"Solicitamos ao Euro Working Group (que reúne os diretores do Tesouro da zona do euro) que nos reencontremos no mais tardar na semana próxima para tratar da implementação de medidas na Grécia", afirmou Dijsselbloem durante uma coletiva de imprensa em Bruxelas após uma reunião dos ministros da Economia da zona do euro.

As negociações têm como principal entrave os embargos imobiliários. Os credores da Grécia exigem medidas para facilitar os embargos imobiliários, nas Atenas resiste e quer manter algumas disposições para proteger as famílias mais endividadas.

Entretanto, o ministro francês da Economia, Michel Sapin, disse nesta segunda à imprensa que um acordo com a Grécia é "perfeitamente possível".

Sapin disse que é "estranho exigir da Grécia mais do que existe nos países credores" e lembrou que na França e na Alemanha, assim como em outros países da zona do euro, há recursos à disposição das famílias endividadas ameaçadas de embargo.

"A Grécia faz esforços consideráveis e respeita escrupulosamente o acordo de 13 de julho", que evitou sua saída do euro, acrescentou o ministro francês.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos