Evandro Santo critica quem banaliza internação: 'Clínica de reabilitação não é spa'

·1 minuto de leitura

Internado em uma clínica de reabilitação para tratar vício em drogas, o humorista Evandro Santo usa o tempo disponível nas redes sociais para desmistificar preconceitos no processo. No vídeo mais recente, o ex-"Pânico na TV" criticou quem banaliza (sendo adicto ou não) os centros especializados para a recuperação.

"Clínica (de reabilitação) não é spa, rave ou hotel. Não estou aqui por modinha. Acabei com a minha vida e estou me reconstruindo. Levanto e sacodo a poeira muitas vezes todos os dias. É preciso ter coragem e culhão para se internar. No processo, é preciso ter obediência, você vai se contrariar, mas vai aprender a se amar, vai se descobrir... Não banalizem algo tão sério", desabafou Evandro.

Esta é a quinta vez que o ator se interna. Evandro reflete que ter aberto mão do processo em períodos anteriores era justamente porque ele não queria abrir mão de uma suposta liberdade.

"E sei que das outras vezes que a internação não deu certo foi por minha causa. Lá fora, tinha meus horários. Na clínica, tem regras, como na sociedade. Hora para acordar, dormir, as atividades... É a mesma coisa como em um hospital. Por isso, se interne se quiser se curar, parar de usar as drogas e não por achar que é um hotel".

Parte do processo de cura está relacionado também a encarar sentimentos que negava. O artista garante que não é fácil, mas tem gostado da própria evolução.

"Eu não queria ter contato com meus sentimentos, por isso recorri à droga. Na recuperação, esse sentimento que você negava, como raiva, culpa, vergonha, eles vêm. Tem que lidar. Estamos na vida para lidar com eles. Se a droga apagava, agora ficam à flor da pele. Tudo bem, faz parte do tratamento".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos