Everton Ribeiro se manifesta contra racismo: 'Não quero ficar em silêncio'


Capitão do Flamengo, o meia Everton Ribeiro se manifestou nas redes sociais sobre os protestos antirracistas mundo afora. As manifestações começaram após o assassinato de George Floyd, negro, imobilizado e asfixiado pelo joelho até a morte pelo policial Derek Chauvin, em Minneapolis, nos Estados Unidos.

Nos últimos dias, diversos esportistas têm se manifestado sobre a causa. No Flamengo, além de Everton Ribeiro, Gabigol, Gerson, Vitinho, Lázaro e Hugo Souza foram às redes sociais e se posicionaram contra o racismo. Na Europa, nomes como Vinícius Junior e Gabriel Jesus também comentaram.

- Estou disposto a aprender mais sobre isso a cada dia e disposto a usar minha influência para dar voz a pessoas negras que lutam por um país com mais igualdade. Não quero ficar em silêncio e compactuar com um país que mata um negro a cada 23 minutos - publicou Everton Ribeiro.

Em meio à pandemia do novo coronavírus, os Estados Unidos ainda lidam com diversos protestos gerados por conta do assassinato de George Floyd. Atletas das principais ligas norte-americanas têm se posicionado e ido às ruas para protestar, casos de Karl-Anthony Towns e Jaylen Brown, jogadores da NBA. LeBron James, principal astro da liga de basquete, também tem sido ativo nas redes sociais sobre o tema.