Opaq confirma que equipe da ONU foi alvo de disparos em Douma, na Síria

Haia, 18 abr (EFE).- A Organização para a Proibição de Armas Químicas (Opaq) confirmou nesta quarta-feira que uma equipe da ONU que se transferiu para Douma para fazer o reconhecimento do terreno, antes da ida dos investigadores químicos, foi alvo de disparos de desconhecidos e presenciou uma explosão.

A Opaq, em comunicado, reconheceu que desconhece quando sua equipe de especialistas poderá deixar Damasco e seguir para Douma para iniciar as investigações do suposto ataque com armas químicas de 7 de abril.

A organização denunciou "o ambiente altamente volátil" em que seus especialistas têm que trabalhar e "os riscos de segurança" que seu pessoal enfrenta. EFE