Exército apreende 38 toneladas de produto utilizado em explosivos

Elaine Patricia Cruz – Repórter da Agência Brasil *

No primeiro dia de fiscalização de materiais explosivos nas rodovias Anchieta e Imigrantes, que ligam o litoral sul paulista à capital, o Exército apreendeu 38 toneladas de nitrato de amônio, composto utilizado na fabricação de explosivos. O produto  foi apreendido porque estava sendo transportado sem a autorização do Exército. A fiscalização é parte da Operação Rastilho, que teve início ontem (28) e termina amanhã (30).

Para produzir, vender ou transportar explosivos, as empresas precisam obter uma autorização do Exército e obedecer uma série de critérios de segurança, tais como medidas de prevenção de roubos e de furtos, monitoramento e rastreamento do compartimento da carga e critérios para contratação de motoristas dos caminhões e seus auxiliares.

Segundo a Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp), 64 caminhões foram fiscalizados no primeiro dia da operação. Um dos objetivos da iniciativa é evitar que os materiais e explosivos utilizados regularmente por empresas registradas sejam desviados e utilizados de forma ilegal.