Exército da Síria tenta conter ofensiva insurgente, diz fonte militar

BEIRUTE (Reuters) - O Exército da Síria e seus aliados retomaram uma vila perto de Hama neste sábado, de acordo com uma fonte militar, num momento em que o governo tenta reprimir uma grande ofensiva insurgente. 

Duros combates continuavam a acontecer, de acordo com uma entidade que monitora o conflito. 

O presidente sírio, Bashar al-Assad, e seus aliados — Rússia, Irã e milícias xiitas de países próximos — buscam conter a maior ofensiva rebelde em meses, iniciada nesta semana na capital Damasco e em Hama.

Insurgentes fizeram grandes avanços em direção a Hama, tomando cerca de uma dúzia de cidades menores e vilas e ficando a poucos quilômetros da cidade e de sua base aérea militar, informou o Observatório Sírio para Direitos Humanos, uma organização com sede no Reino Unido. 

“Unidades de nossas forças armadas e forças aliadas retomaram a cidade de Kawkab e continuam suas operações militares em mais de uma direção na zona rural de Hama”, disse a fonte militar síria. 

O Observatório informou que rebeldes haviam sido forçados a bater em retirada de algumas posições que ocupavam, mas que ataques de morteiros continuavam de ambos os lados em partes do campo de batalha por Hama. 

Em Damasco, o Exército disse na sexta-feira que havia conseguido recapturar todas as posições perdidas durante a semana na área de Jobar, no limite nordeste do distrito central da capital.  

(Por Angus McDowall)