Exército indiano afirma que China reforçou a presença militar na fronteira

·1 minuto de leitura
Caça indiano sobrevoa Ladakh, perto da fronteira com a China no Himalaia (AFP/Tauseef MUSTAFA)

O comandante do exército indiano afirmou que a China enviou "um número considerável" de soldados à região disputada de sua fronteira no Himalaia, o que levou a Índia a mobilizar um número equivalente de militares.

As tensões são elevadas entre as duas potências nucleares desde um confronto violento em junho de 2020, na fronteira do Tibete e da região indiana de Ladakh.

Desde o confronto, os dois exércitos enviaram milhares de solados de reforço ao longo da fronteira disputada no Himalaia.

O general Manoj Mukund Naravane afirmou no sábado à imprensa em Ladakh que a presença de soldados chineses ao longo da fronteira de 3.500 km aumentou de forma "considerável", algo que chamou de "preocupante".

Por este motivo, em resposta, o exército indiano aumentou a presença na região. "Também introduzimos armas avançadas. Somos fortes, estamos preparados para qualquer eventualidade", afirmou, segundo jornal Times of India.

ash/grk/axn/juf/lch/me/es

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos