Arábia Saudita intercepta 7 mísseis lançados por rebeldes houthis contra Riad

(Atualiza com mais detalhes).

Riad, 25 mar (EFE).- Os sistemas de defesa antiaérea da Arábia Saudita interceptaram neste domingo sete mísseis lançados pelos rebeldes houthis do Iêmen no noroeste da capital saudita, segundo a coalizão árabe liderada por Riad, que que informou que os estilhaços de um dos morteiros destruídos causou a morte de um residente egípcio.

Segundo o porta-voz da coalizão, Turki al Maliki, que responsabilizou o Irã pelo ataque, três dos projéteis se dirigiam a Riad, um a Khamis Mashit, na província de Asir, outro a Nachran e dois a Yazan.

De acordo com Al Malki, os foguetes foram lançados "aleatoriamente contra áreas civis e povoadas".

"Esta ação inimiga e aleatória por parte do grupo dos houthis apoiados pelo Irã demonstra a continuação do apoio do regime iraniano à associação armada dos houthis, com o objetivo de ameaçar a segurança do reino saudita e a segurança da região e internacional", ressaltou o porta-voz militar.

"O que as milícias houthis fizeram representa um perigoso desenvolvimento da guerra das organizações terroristas e dos países que patrocinam o terrorismo, como o regime iraniano", concluiu.

O ataque coincide com o terceiro aniversário da intervenção da coalizão árabe liderada pela Arábia Saudita na guerra do Iêmen, que generalizou o conflito e provocou a pior crise humanitária do mundo no ano passado.

Nos últimos meses, o lançamento de mísseis por parte dos rebeldes contra o território saudita se tornou uma prática habitual, mas em poucas ocasiões os projéteis chegaram até Riad.

A Arábia Saudita culpa o Irã pelas ações dos houthis, acusando o país de ameaçar a segurança nacional saudita e de apoiar grupos xiitas armados na região. EFE