Exército polonês instala cerca na fronteira para impedir passagem de migrantes

·1 minuto de leitura
Soldados poloneses instalam cerca de arame na fronteira com Belarus (AFP/Jaap Arriens)

O Exército polonês começou a instalar uma cerca de arame ao longo de sua fronteira com Belarus para impedir que os migrantes entrem no território da União Europeia.

De 2,5 metros de altura, terá 180 quilômetros de comprimento, o que equivale a cerca de metade da fronteira entre esses dois países.

Dezenas de militares trabalhavam nesta sexta-feira (27) nas obras da cerca na pequena cidade fronteiriça de Krynki.

"Devido à situação, é necessário", declarou à AFP Magda, uma moradora da cidade, de 31 anos, para quem os migrantes podem continuar pedindo asilo nos postos fronteiriços oficiais.

"Vemos o trabalho da polícia fronteiriça, o esforço que fazem para controlar a situação", acrescentou.

Mas para Marek Epler, um aposentado de 66 anos, "a cerca, os postes que estão sendo colocados, vão afundar com a chuva".

Nos últimos meses, milhares de migrantes procedentes em sua maioria do Oriente Médio, tentaram atravessar as fronteiras de Belarus com Letônia, Lituânia e Polônia, países do leste da União Europeia.

bur-dt/amj/mbx/sw/mr/grp/mis/aa

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos