Violentos combates entre comunidades étnicas no Mali deixam cinco mortos

Bamaco, 24 mar (EFE).- Pelo menos cinco pessoas morreram e várias ficaram feridas na noite de quinta-feira em combates entre duas comunidades étnicas rivais na região de Mopti, no centro de Mali, informaram nesta sexta-feira à Agência Efe fontes de segurança.

Os combates ocorreram entre os grupos nômades de peul (pastores) e os sedentários de bambara (agricultores), sem que até o momento tenha sido divulgada uma declaração oficial a respeito.

Os peul começaram a deixar a área para evitar novos enfrentamentos com os Bambara que controlam as terras do lugar, acrescentaram as fontes.

O centro do Mali, entre Mopti e Segou é um palco habitual de enfrentamentos entre as duas comunidades por questões vinculadas com o uso das pastarias e de água, um bem escasso na região de Mopti.

A estes tradicionais conflitos se acrescenta nos últimos tempos o ingrediente religioso: os bambara acusam os peul de ter vínculos com o grupo radical Frente de Libertação de Macina, liderado pelo jihadista Amadou Kouffa. EFE