Polícia encontra referências ao EI na casa de terrorista de Trèbes

Paris, 24 mar (EFE).- Os investigadores encontraram referências ao grupo jihadista Estado Islâmico (EI) durante a revista ao domicílio do terrorista Radouane Ladkim, que assassinou na sexta-feira quatro pessoas e feriu 15 após fazer vários reféns em um supermercado de Trèbes, ao sul da França.

Fontes judiciais indicaram neste sábado à Agência Efe que as notas nas quais há alusões ao EI poderiam ser entendidas como um testamento de Radouane Lakdim, que foi morto pelas forças da ordem de Trèbes.

As forças da ordem, que não encontraram armas na casa, confiscaram entre outras coisas um laptop e um disco rígido, que devem ser analisados, afirmou a emissora de rádio "France Info".

Lakdim tinha nascido há 25 anos em Marrocos, vivia em um bairro popular da cidade de Carcasona, a menos de uma dezena de quilômetros de Trèbes, e tinha dupla nacionalidade, marroquina e francesa.

O agressor tinha antecedentes por diversos crimes comuns (tinha cumprido uma condenação de prisão em 2016) e estava fichado por radicalização islâmica pelos serviços secretos, que o monitoraram primeiro em 2014 e depois em 2016 e 2017, mas sem encontrar elementos para suspeitar de um ataque. EFE