Exército sírio nega ataque químico

Homem é atendido em um hospital da cidade de Maaret al-Noman após o suposto ataque com gás tóxico em Khan Sheikhun

O Exército sírio desmentiu estar envolvido em um suposto ataque químico que matou nesta terça-feira mais de meia centena de pessoas em uma localidade rebelde do noroeste do país.

"O comando do exército desmente categoricamente ter utilizado hoje (terça-feira) substâncias químicas ou tóxicas em Khan Sheikhun (...) Ressalta que nunca as utilizou, em nenhum momento, em nenhum lugar e que não fará isso no futuro", afirmam as forças armadas em um comunicado publicado pela agência oficial Sana.