Ex-aliado, general critica Bolsonaro por 7 de Setembro: "Ordem errada não se cumpre"

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Bolsonaro foi criticado por ex-aliado - Foto: REUTERS/Adriano Machado
Bolsonaro foi criticado por ex-aliado - Foto: REUTERS/Adriano Machado
  • Jair Bolsonaro foi criticado por um ex-aliado por uma alteração da parada de 7 de Setembro no Rio

  • O general da reserva Paulo Chagas fez críticas duras ao presidente

  • Ele acredita que Bolsonaro "está usando as forças militares política e eleitoralmente"

Ex-aliado de Jair Bolsonaro (PL), o general da reserva Paulo Chagas não poupou críticas ao presidente pela decisão de transferir do Centro para a Praia de Copacabana a parada de 7 de Setembro no Rio de Janeiro.

"Com certeza, é uma tentativa de envolver as Forças Armadas e policiais no processo eleitoral, o que, na minha opinião, é totalmente fora de propósito", declarou Chagas à coluna de Chico Alves no UOL.

O general não tem dúvidas de que "o presidente está usando as forças militares política e eleitoralmente", visando a eleição deste ano. "É errado. É uma forma de depreciar o prestígio das Forças Armadas", considerou.

Ele afirmou que mesmo os militares próximos a Bolsonaro não estão satisfeitos com a decisão. Por isso, sugeriu que os mesmos não cumpram a determinação do presidente.

"Eles podem dizer ao presidente que essa é uma ordem errada e que ordem errada não se cumpre", resumiu.

Chagas foi questionado, ainda, sobre uma possível intenção de Bolsonaro de associar as Forças Armadas ao golpismo. "É isso que chamo de 'intenção por trás da ordem'", comentou.

"Embora eu seja visceralmente antipetista, sou absolutamente contrário ao uso político do cargo de comandante das Forças Armadas por quem quer que seja", concluiu.

Qual a data das Eleições 2022?

O primeiro turno das eleições será realizado no dia 2 de outubro, um domingo. Já o segundo turno – caso necessário – será disputado no dia 30 de outubro, também um domingo.

Veja a ordem de escolha na urna eletrônica nas Eleições 2022

  1. Deputado federal (quatro dígitos)

  2. Deputado estadual (cinco dígitos)

  3. Senador (três dígitos)

  4. Governador (dois dígitos)

  5. Presidente da República (dois dígitos)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos