Ex-apresentadora da Globo relata ter sofrido assédio moral na emissora

LANCE!
·1 minuto de leitura

A jornalista Carina Pereira, que foi demitida da Globo no último dia 5 de janeiro, fez um desabafo nas redes sociais relatando ter sido vítima de assédio moral dentro da emissora. Apresentadora do "Globo Esporte" de Minas entre 2017 e 2019, ela estava à frente do noticiário do "Bom Dia Minas", e trabalhou na emissora durante sete anos.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Esportes no Google News

Em vídeo publicado no Instagram, Carina Pereira revelou que sofreu assédio moral por superiores da emissora. No relato, ela contou que foi "mudada de horário e de função" após realizar uma denúncia na ouvidoria da empresa, e que se sentiu a única prejudicada depois da denúncia.

Leia também:

- Enfrentei muito preconceito por ser mulher e por não ser desse meio. No começo eram piadinhas dos colegas, algum tratamento diferenciado porque eu não era dali, mas depois foi o meu chefe. Ele dizia: 'Ah, a Carina consegue essa exclusiva porque é mulher, tem o que você não tem, oferece o que você não oferece...' Quando era colega, eu retrucava, mas quando era o chefe, não, porque era alguém que eu admirava. E as coisas foram piorando - contou.

- A gente resolveu denunciar. Primeiro, a gente foi no RH. Não resolveu muito. Depois a gente fez uma denúncia na ouvidoria da empresa. Fui mudada de horário, de função. Para mim, as coisas pioraram. Eu era a única mulher dessa galera que denunciou e sinto que fui a única prejudicada - completou.

Confira o vídeo completo:

Siga o Yahoo Esportes no Instagram, Facebook e Twitter

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos