Ex-assessor de Cunha que ocupou cargos no alto escalão do governo Bolsonaro é nomeado no Ministério do Turismo

Foi publicada nesta terça-feira no Diário Oficial da União (DOU) a nomeação de Carlos Henrique Menezes Sobral no Ministério do Turismo. Ele, um nome já conhecido nos bastidores da política, foi assessor do ex-deputado federal Eduardo Cunha e atuou também em cargos do alto escalão do governo de Jair Bolsonaro. Na gestão de Luiz Inácio Lula da Silva, Sobral estará à frente da Secretaria de Sustentabilidade, Desenvolvimento Territorial e Infraestrutura.

Leia mais: Deputado bolsonarista aciona PGR para impedir uso de linguagem neutra na comunicação oficial de Lula

Saiba: No Uruguai, Lula diz que herdou país semidestruído, defende acordo Mercosul-China e chama Temer de golpista

No posto, Carlos Henrique Menezes Sobral será subordinado apenas à ministra do Turismo, Daniela Carneiro, também conhecida como Daniela do Waguinho. Questionado sobre a nomeação, o ministério informou em nota que o "secretário Carlos Henrique Menezes Sobral possui capacidade técnica para ocupar o cargo tendo, inclusive, já atuado na pasta, e que irá desempenhar importante papel no desenvolvimento de projetos em razão de sua atuação junto ao Congresso Nacional".

A nomeação de Carlos Henrique Menezes Sobral foi assinada pelo ministro da Casa Civil, o petista Rui Costa. A indicação do ex-assessor de Cunha para um cargo no governo, no entanto, é creditada ao MDB, já que ele é apadrinhado pelo ex-ministro da Integração Nacional Geddel Vieira Lima.

Além de atuar como assessor especial do ex-presidente da Câmara dos Deputados, Sobral também ocupou cargos no alto escalão de Jair Bolsonaro. Em 2021, ele foi nomeado secretário-executivo da Secretária de Governo, sendo subordinado apenas à então ministra Flávia Arruda. À época, sua função era melhorar a articulação política e construir uma base de apoio para Bolsonaro concorrer as eleições de 2022.

Antes, Sobral também atuou como assessor especial do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, e trabalhou no Ministério da Cidadania durante a gestão do deputado federal Osmar Terra (MDB-RS).