Ex-assessora de Trump alerta sobre coisas 'ruins' na Casa Branca

Omarosa Manigault, ex-assesora da Casa Branca

A estrela de reality show que se tornou assessora política Omarosa Manigault lançou uma advertência de que as coisas vão mal dentro da Casa Branca e que as pessoas deveriam estar preocupadas.

A ex-estrela, que foi expulsa da Casa Branca, apareceu em uma prévia do "Celebrity Big Brother" de quinta-feira, advertindo de que não está tudo bem na casa do número 1600 na Pennsylvania Avenue.

"Eu ficava assombrada por tuítes todos os dias, do tipo, o que ele vai tuitar?", disse a um dos concorrentes no programa.

"Eu não estou lá. Isso não é meu, não é meu circo, não são meus macacos. Eu gostaria de dizer que não é problema meu, mas não posso dizer isso porque, tipo, é ruim".

Diante das preocupações de seu companheiro de casa, que pergunta se vai ficar tudo bem, ela diz: "Não, não vai ficar bem", diz ela. "Não vai".

O papel de Manigault na Casa Branca foi de curta duração e sem brilho. Ela podia ser vista em fotos presidenciais, caminhando pelos corredores e ocasionalmente na sala de briefing da Casa Branca, mas o impacto de seu "Escritório de Ligação Pública" não estava claro.

Embora fosse uma das afro-americanas mais proeminentes na administração do Trump, arrecadando US$ 179.700 por ano, os colegas muitas vezes questionaram seu papel.

Sua partida veio pouco depois de que foi revelado que ela fez seu chá de panelas na Casa Branca.