Ex-assistente de Gugu, Flor pede a Silvio Santos que cancele gravações

LEONARDO VOLPATO
***FOTO DE ARQUIVO*** ITAPECERICA DA SERRA, SP - 24.04.2019: COLETIVA DE IMPRENSA POWER COUPLE BRASIL - Augusto Liberato (Gugu) durante de imprensa do reality show Power Couple Brasil. Evento realizado na sede o programa em Itapecerica da Serra (SP). (Foto: Fábio Guinalz /Fotoarena/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Jurada do "Programa Silvio Santos", a assistente de palco Flor, 55, disse que já está pedindo para o SBT cancelar as gravações programadas para este sábado (23). Segundo ela, todos na emissora estão em choque com a morte de Gugu Liberato, 60.

Já conhece o Instagram do Yahoo Vida e Estilo? Segue a gente!

"Já estou pedindo para o Silvio Santos cancelar a gravação de amanhã [sábado (23)], pois não há clima. A gente cumpre nosso papel, mas já liguei para a produção e estou implorando para que não haja gravações", diz ela.

Leia também

Flor acredita que as gravações serão, de fato, canceladas, já que "Silvio adorava o Gugu e tem muito carinho por ele". Flor, que começou na TV como auxiliar de palco de Gugu e de Silvio, revela também como está o clima nos corredores do SBT, emissora onde o apresentador trabalhou durante tantos anos.

"Nós já sabíamos da morte dele ontem [quinta (21)]. Então, já choramos muito. Eu, hoje, estou em suspensão, como se a ficha não tivesse caído. Mas a Helen Ganzarolli não consegue nem falar", diz.

Espírita, Flor disse que reservará um tempo para conversar com a alma de Gugu. "Estou triste pela Rose [mulher de Gugu]. Ela ama tanto os filhos e a família. Já orei por ele e vou orar mais ainda, mas estou chocada."

Gugu Liberato teve a morte anunciada nesta sexta-feira (22). Ele morreu em um hospital em Orlando, no estado americano da Flórida, onde estava internado desde quarta (20). O apresentador, que morava em um condomínio nos arredores da cidade, caiu de uma altura de quatro metros, quando fazia um reparo no ar-condicionado instalado no sótão.

Gugu foi encaminhado a um hospital Orlando Health Medical Center. Devido à gravidade de seu estado, não foi indicado qualquer procedimento cirúrgico. Durante o período de observação, foi constatada a ausência de atividade cerebral, segundo a nota de falecimento, que não especifica a data exata da morte.

"Nosso Gugu sempre viveu de maneira simples e alegre, cercado por seus familiares e extremamente dedicado aos filhos. E assim foi até o final da vida, ocorrida após um acidente caseiro", escreveu a família, em nota. Ainda não há detalhes sobre o traslado do corpo para o Brasil. 

Gugu Liberato deixa a mulher, Rose Miriam, e três filhos: João Augusto, de 17 anos, e as gêmeas Marina e Sofia, de 15. Atendendo a uma vontade dele, a família autorizou a doação de todos os órgãos.