Ex-astro do basquete Kobe Bryant morre em acidente de helicóptero

1 / 6
Horas antes de morrer, a ex-estrella do Los Angeles Lakers parabenizou o atual astro do time, LeBron James

A NBA e o mundo do esporte estão em choque: a lenda do basquete Kobe Bryant, um dos maiores campeões da história do esporte e lenda do Los Angeles Lakers, faleceu aos 41 anos neste domingo vítima de um acidente de helicóptero, segundo informações do site de notícias TMZ, confirmadas à AFP pelas autoridades locais. Sua filha também estava na aeronave e morreu.

Cinco vezes campão da NBA com os Lakers e duas vezes medalhista olímpico, Bryant morreu na manhã de domingo no acidente do helicóptero do ex-atleta nas colinas perto de Calabasas, no sul da Califórnia.

O ex-astro da NBA, de 41 anos, pai de quatro filhas, estava com outras oito pessoas a bordo do helicóptero privado, que caiu e pegou fogo. Uma delas era a filha do atleta, Gianna, de 13 anos, confirmou o prefeito de Los Angeles, Eric Garcetti.

Ninguém sobreviveu ao acidente, e suas causas ainda não são conhecidas.

As reações pela morte do ex-jogador englobou colegas de basquete e diversos esportes, artistas e políticos.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou no Twitter que a morte de Bryant "é uma notícia terrível". O ex-mandatário Barack Obama, também lamentou na rede social: "Kobe era uma lenda nas quadras e estava só começando o que teria sido um segundo ato são significativo quanto (o primeiro)".

O acidente aconteceu poucas horas depois da ex-estrela do Los Angeles Lakers, de 41 anos, felicitar nas redes sociais o atual astro da equipe californiana LeBron James por tê-lo ultrapassado e assumido o terceiro lugar na lista de maiores pontuadores da história da NBA, no sábado durante uma partida contra o Philadelphia 76ers.

O helicóptero foi identificado como um Sikorsky S-76, explicou o porta-voz da Administração Federal de Aviação, Allen Kenitzer.

- Luto global -

Kobe Bean Bryant nasceu em 23 de agosto de 1978 na Filadélfia (Pensilvânia) e era o caçula dos três filhos - e único homem - do casamento de Joe Bryant e Pamela Cox.

Bryant foi cinco vezes campeão da NBA em uma corrida que começou em 1996 e durou 20 anos, até sua aposentadoria em 2016.

Ele também foi duas vezes medalhista de ouro olímpico, ajudando o 'Dream Team' americano a alcançar os títulos de Pequim-2008 e Londres-2012.

O TMZ informou que a mulher de Bryant, Vanessa, não estava entre as vítimas do acidente.

Na L.A. Live Plaza, em frente ao Staples Center, casa dos Lakers, no centro de Los Angeles, centenas de fãs chocados se reuniram para prestar homenagem à estrela do basquete.

O estádio estava fechado para a cerimônia de premiação musical Grammy. Na abertura do evento, a cantora americana Lizzo anunciou: "Essa noite é pelo Kobe!".

A apresentadora Alicia Keys prestou uma homenagem ao atleta e lamentou a perda de um herói. "Estou de coração partido na casa que Kobe Bryant construiu".

O esporte mundial também se uniu no luto por uma de suas grandes estrelas.

Na NBA foram registradas várias homenagens nas partidas da noite de domingo. O Madison Square Garden, casa do New York Knicks, foi iluminado com as cores do Los Angeles Lakres, assim como a entrada do Aeroporto Internacional de Los Angeles.

Em San Antonio, jogadores dos Spurs e do Toronto Raptors cometeram violações de 24 segundos no relógio de posse de bola em homenagem a Bryant, que usou o número 24 nos últimos anos de sua carreira.

"A família da NBA está devastada", afirmou o comissário da NBA, Adam Silver. "Durante 20 temporadas, Kobe nos mostrou que é possível quando o talento notável é combinado com uma absoluta devoção por vencer".

Seus ex-colegas Magic Johnson e Michael Jordan e o atual astro dos Lakers, Le Bron James, se manifestaram consternados, bem como grandes estrelas do futebol, como Neymar, Lionel Messi, Diego Maradona e Cristino Ronaldo.

"Eu amava Kobe, ele era um irmão mais novo para mim (...) Ele era um competidor feroz, um dos grandes no jogo e uma força criativa", lamentou Jordan no Twitter.

"Sem palavras para expressar a dor que eu estou sentindo com a tragédia de perder minha sobrinha Gigi e meu irmão Kobe. Amo vocês", tuitou o ex-colega de quadras pelos Lakers, Shaquille O'Neal.

"Todo meu carinho para a família e amigos de Kobe. Foi um prazer conhecê-lo e compartilhar bons momentos juntos", afirmou Messi no Instagram.

Neymar dedicou seu segundo gol na vitória do PSG sobre o Lille fazendo um sinal do número 24 com as mãos, em referência ao número da camisa do americano.

- Cesta no Oscar -

O legado de Kobe vai além dos cinco anos como campeão, as 18 vezes em que foi escolhido para o Jogos das Estrelas, 11 delas consecutivas, de seus 30 recordes para a franquia da NBA e muitas outras marcas que lhe elevam a um escalão reservado apenas para as lendas deste esporte.

Sua atuação ficou marcada pelas jogas incríveis e o sangue frio para definir uma partida com um arremesso vencedor, que lhe rendeu o apelido "Mamba Negra".

Em 2018, Kobe ainda ganhou o Oscar de melhor curta-metragem de animação por "Querido basquete". O filme é uma homenagem ao esporte que tornou-o um ídolo.

"Querido basquete, a partir do momento em que comecei a enrolar as meias do meu pai e a fazer arremessos imaginários para ganhar jogos no Great Western Forum, sabia que algo era real: me apaixonei por você ...", o texto começa com um ilustração como desenho a lápis.

"Foi o arremesso mais sortudo que já fiz. De longe", explicou ele com um sorriso e segurando a preciosa estatueta.