Ex-bispo na Universal faz vídeo sobre morte da esposa e fala em perdoar filho

Extra
·2 minuto de leitura
Foto: Reprodução/Youtube
Foto: Reprodução/Youtube

Alfredo Paulo Filho, ex-bispo da Igreja Universal do Reino de Deus, fez um vídeo no qual fala sobre a morte da esposa, Teresa Paulo, assassinada com golpes de faca na última segunda-feira, em Seixal, Portugal. O filho do casal, Lucas, de 23 anos, é apontado como o autor do crime. O pastor havia prometido fazer uma live sobre o assunto, mas justificou que a conexão com a internet o impediu. Alfredo confessou ter sentido raiva do filho, que foi preso, mas diz que agora pretende ajudá-lo.

— Quanto ao Lucas, num primeiro momento, eu não queria saber de nada, não queria saber dele. Mas agora meu coração já mudou, sabe? Eu estou sentindo compaixão dele e se ele quiser minha ajuda eu vou ajudá-lo. Até mesmo se ele não quiser. Ontem eu fui lá (na prisão) e não consegui falar com ele, ainda é muito cedo. Deixei roupa para ele, para quando ele precisar, porque eu sei que ela faria isso. Ela me ensinou o que é perdão e eu sei que ela não iria guardar nenhuma mágoa, nenhum ressentimento — disse Alfredo.

No vídeo, publicado no último dia 7, o religioso fala que o enterro de Teresa pode ocorrer até terça-feira. De acordo com Alfredo, foi necessário fazer um exame de Covid-19 antes de realizar a autópsia no corpo. O resultado negativo para o novo vírus saiu apenas na sexta-feira, o que atrasou o sepultamento.

Muito emocionado, o pastro agradeceu pelo apio e pelas orações que havia recebido desde o ocorrido. Ele elogiou a esposa, com que era casado há 32 anos, e disse que a tragédia não fará com que perca a fé.

— Ela era uma uma pessoa que ninguém consegui deixar de gostar. Sei como ela era, sei da sua alegria, do seu caráter, do seu espírito solidário, do seu perdão. Acredito que esse amor todo comigo é muito devido a essa bondade dela. Deus não tem que me dar satisfação de nada. Eu só vou continuar crendo nele cada vez mais — ressaltou.

Teresa foi encontrada morta pelo marido no chão da cozinha, por volta das 20h30. O ex-bispo chamou o socorro e informou a polícia sobre o ocorrido. Lucas Paulo, que foi adotado pelo casal, foi preso próximo a casa da família e não mostrou nenhuma resistência.

Lucas deve permanecer detido por 14 dias no Estabelecimento Prisional de Lisboa, por causa da quarentena em razão da Covid-19. Depois deste período, o brasileiro será levado à cadeia de Montijo, onde aguardará ao julgamento. O rapaz possui nacionalidade brasileira e portuguesa, e, segundo o jornal Correio da Manhã, teria sido adotado pelo casal, no Brasil, quando eles ainda atuavam na Universal.