Ex de Militão, Karoline Lima lamenta não poder retornar ao Brasil com a filha

Ex de Militão, Karoline Lima lamenta não poder retornar ao Brasil com a filha (Foto: Marc Atkins/Getty Images)
Ex de Militão, Karoline Lima lamenta não poder retornar ao Brasil com a filha (Foto: Marc Atkins/Getty Images)

Separada do ex-namorado Éder Militão há cerca de um mês, Karoline Lima lamentou em suas redes sociais ainda não ter conseguido retornar ao Brasil após o nascimento da filha do ex-casal, Cecília. A modelo e empresária está na Espanha, onde o ex joga para o Real Madrid, e explicou que as leis do país são muito burocráticas e, por isso, ainda não conseguiu emitir os documentos da filha.

"Não posso voltar para o Brasil ainda porque estou esperando a documentação da Cecília. Se Deus quiser, vai sair o quanto antes para a gente ir ser feliz pelo Brasil", explicou nos stories de seu Instagram. "Tenho certeza que vai ser uma delícia sentir o carinho de vocês [seguidores] por mim e pela Cecília no Brasil. Ansiosa por isso".

Antes de dar a explicação, Karoline havia publicado imagens de uma reunião com a família, que havia visitado a modelo na Espanha e retornaria para o Brasil no dia seguinte: ""Amanhã minha família vai embora e volto a ser só eu por aqui. Tudo bem, vai dar tudo certo, como sempre deu. Tive dias incríveis e com o apoio das pessoas que amo. Feliz por isso. Deus sabe de tudo", escreveu.

Karoline Lima e Éder Militão estavam juntos há um ano e anunciaram a gravidez em dezembro. Na última semana, a modelo contou ao perfil do Instagram Gossip do Dia que, assim que o atleta voltou de viagem, ela tentou fazer dar certo pelo bem de Cecília, mas acabou entendendo que não estava dando mais.

"Ódio de grávida é pra sempre, então aguenta. Mas [ele] voltou para casa, decidiu. Agora temos Cecília para vir ao mundo, outras responsabilidades. Temos que amadurecer e pensar nela como primeiro lugar de tudo. Espero que tenha servido de aprendizado para ele. Não estou muito boa com ele, mas estamos aí", comentou.