Ex-ditador panamenho Noriega luta para acordar após cirurgia

(Arquivo) O ex-ditador do Panamá Manuel Antonio Noriega

O ex-ditador panamenho Manuel Antonio Noriega, que permanece sedado após ser operado na semana passada de um tumor cerebral, está tentando acordar, em uma fase de recuperação que está mais lenta que o esperado, informou nesta sexta-feira seu advogado, Ezra Ángel.

"Está lutando para despertar, mas ainda não conseguiu sair completamente do estado em que se encontra", disse Ángel à emissora Telemetro.

Acrescentou que "a evolução, nas palavras dos médicos, está sendo muito lenta. Está avançando de uma maneira mais lenta que a esperada".

Noriega, de 83 anos, está internado na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do hospital público Santo Tomás, na capital panamenha, desde que foi operado em 7 de março por um tumor benigno.

Horas após a cirurgia, teve que sofrer uma nova intervenção por conta de uma hemorragia cerebral.

Depois destas operações, o ex-ditador do Panamá ficou em coma induzido e, posteriormente, foi colocado em sedação profunda.

Segundo Ángel, os medidos estão retirando os remédios para que acorde aos poucos.

"Ele, no momento em que está, se encontra em uma situação crítica e não está estável. Obviamente está avançando pouco a pouco", afirmou.