Ex-esposa de Bolsonaro declara ao TSE ser dona de mansão que dizia alugar

Jair Bolsonaro (Foto: Mateus Bonomi/Anadolu Agency via Getty Images)
Jair Bolsonaro (Foto: Mateus Bonomi/Anadolu Agency via Getty Images)

Uma das ex-esposas do presidente Jair Bolsonaro (PL), a candidata a deputada distrital Ana Cristina Valle (PP), declarou ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral) ser dona de uma mansão em um área nobre de Brasília.

Porém, essa casa, de cerca de 800 metros quadrados, é a mesma que ela informou ao portal UOL e à revista Veja ter alugado para morar com o filho, Jair Renan, no ano passado.

Segundo informações do colunista Igor Gadelha, do portal Metrópoles, na época, a ex-mulher de Bolsonaro havia dito que não era dona do imóvel, e que havia alugado a casa por R$ 8 mil por mês —o salário bruto dela era de R$ 8,1 mil, que ganhava como assessora da deputada Celina Leão (PP-DF).

O então proprietário da mansão, Geraldo Antônio Machado, de acordo com a escritura do imóvel, comprou a casa por R$ 2,9 milhões, dias antes de Cristina se mudar. Os corretores avaliavam a casa em R$ 3,2 milhões.

Pouco mais de um ano depois, ainda segundo o jornalista Igor Gadelha, a ex-mulher do presidente declarou à Justiça Eleitoral que a casa era propriedade dela e valeria R$ 829 mil.

Apesar disso, o nome dela não está nas certidões da casa, e sim no nome de Geraldo Antônio Machado.

À coluna do jornalista, Ana Cristina disse que não quer se manifestar sobre o assunto, e o advogado dela ainda não respondeu.