Ex-funcionário e crítico do Facebook pode ter sido contratado pela Apple

Rafael Arbulu

A Apple pode ter contratado um ex-funcionário da área de privacidade e compliance do Facebook. Sandy Parakilas tinha, na rede social, a incumbência de monitorar a obediência à política de privacidade do Facebook até 2012, quando deixou a empresa e tornou-se um de seus maiores críticos.

Parakilas chegou a comparecer à Câmara dos Comuns do Reino Unido (House of Commons), exibindo evidências das práticas da rede social criada por Mark Zuckerberg à época do escândalo com a Cambridge Analytica. Segundo transcrição de seu depoimento, Parakilas era “uma das pessoas levantando preocupações e questionamentos. Havia muita cobertura da mídia sugerindo que isso fosse uma violação de privacidade em potencial e que havia preocupações reais aqui”, disse, referindo-se à forma como parceiros e desenvolvedores coletavam dados dos usuários do Facebook. “Era um problema conhecido. O que mudou é que agora as pessoas percebem o que pode ser feito quando se tem nas mãos grandes quantidades de dados, então o povo ‘ligou os pontos’ e temos este escândalo”.

Sansy Parakilas, em entrevista à época do escândalo com a Cambridge Analytica: ex-funcionário do Facebook pode vir a ser o gerente da area de privacidade da Apple (Imagem: Reprodução/Agência Bloomberg)

A contratação não foi confirmada, mas se ela for real, vem em um período interessante, no qual a Apple está aumentando seus esforços no que tange a privacidade de seus usuários. O próprio CEO da empresa, Tim Cook, mostrou posição adversa à forma como Mark Zuckerberg gerenciou a situação. Em março, durante entrevista concedida à CNBC, Cook foi questionado sobre o que faria se estivesse no lugar de Zuckerberg, ao que ele respondeu, enfaticamente: “Eu jamais estaria nessa situação”.

O Facebook e a Apple foram procurados para comentar a suposta contratação, mas nenhuma das empresas respondeu.


Fonte: Canaltech