Ex-fuzileiro naval retorna aos EUA após troca de prisioneiros com Rússia

Ex-fuzileiro dos EUA Trevor Reed em local destinado aos presos durante julgamento em tribunal de Moscou

Por Doina Chiacu e Patricia Zengerle

WASHINGTON (Reuters) - O ex-fuzileiro naval norte-americano Trevor Reed retornou aos Estados Unidos, nesta quinta-feira, após ser libertado pela Rússia em uma troca de prisioneiros, e um parlamentar que se encontrou com ele disse que o “espírito” do texano de 30 anos era forte.

Reed foi libertado na quarta-feira em uma pista de aeroporto em Ancara, na Turquia, em troca do piloto russo Konstantin Yaroshenko. A troca aconteceu apesar das relações tensas entre os Estados Unidos e a Rússia pela guerra na Ucrânia.

O deputado do Texas August Pfluger disse que Reed chegou a um aeroporto de San Antonio durante a madrugada.

A troca não faz parte de negociações diplomáticas mais amplas e não representa uma mudança na abordagem dos EUA em relação à Ucrânia, segundo autoridades norte-americanas.

As relações entre russos e norte-americanos estão no pior momento desde o fim da Guerra Fria devido à invasão da Rússia à Ucrânia em 24 de fevereiro e as sanções aplicadas pelo Ocidente contra Moscou.

Reed foi condenado em 2019 na Rússia por colocar em risco a vida de dois policiais durante uma confusão embriagado em uma visita a Moscou. Os EUA chamaram seu julgamento de “um teatro do absurdo”.

Yaroshenko foi preso por forças especiais norte-americanas na Libéria em 2010 e foi condenado por conspiração para contrabandear cocaína aos Estados Unidos. A Rússia propôs uma troca de prisioneiros por Yaroshenko em julho de 2019 por qualquer norte-americano.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos