Ex-guerrilheiro venceria Presidência da Colômbia no 2º turno, diz pesquisa

Candidato de esquerda à Presidência da Colômbia, Gustavo Petro

BOGOTÁ (Reuters) - O candidato de esquerda à Presidência da Colômbia, Gustavo Petro, um ex-combatente de guerrilha que promete “democratizar” a economia do país, tem quase o dobro das intenções de voto do seu adversário mais próximo, Federico Gutiérrez, de centro direita, e o venceria em um segundo turno.

Petro, que foi prefeito de Bogotá entre 2012 e 2015, apareceu com 40% de apoio, e Gutiérrez, ex-prefeito da segunda maior cidade da Colômbia, Medellín, teve 21%, na pesquisa da YanHaas divulgada no fim da terça-feira, para a eleição de 29 de maio.

Em um segundo turno, a pesquisa aponta que Petro venceria com 47%, contra 34% de Gutiérrez.

Petro tem conquistado apoio por suas promessas de corrigir a profunda desigualdade de renda no país andino, inclusive redistribuindo poupanças previdenciárias. Mas investidores alertaram que o plano de Previdência e sua promessa de interromper projetos de petróleo podem colocar a estabilidade da economia do país em risco.

O apoio de Petro cresceu 3 pontos percentuais dos 37% da pesquisa da YanHaas em março. O seu adversário de centro-direita ganhou 2 pontos percentuais.

O candidato independente Rodolfo Hernández apareceu em terceiro lugar, com 12%, e o político de centro Sergio Fajardo ficou em quarto, com 7%, segundo a pesquisa.

(Reportagem de Luis Jaime Acosta)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos