Ex-jogador do Flamengo tem dívida de quase de R$ 150 mil em banco

O jogador de futebol Gerson Santos Silva — que atuou como meio-campista do Flamengo e há um ano foi transferido para o francês Olympique de Marseille por R$ 154 milhões — responde a um processo no Tribunal de Justiça do Rio por uma dívida bancária de R$ 146.478,15. Na ação, que corre na 4ª Vara Cível da Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio, advogados do Bradesco alegam que “todas as tentativas de composição amigável resultaram infrutíferas” e requerem a penhora dos bens do atleta até o pagamento do débito.

De acordo com a petição inicial, em 18 de setembro de 2019, Gerson assinou um acordo com a instituição financeira no valor total de R$ 127.592,99, obtendo R$ 27.592,99 de desconto. O montante foi renegociado e o saldo remanescente, R$ 92 mil, deveria ser pago em 24 parcelas de R$ 4.560,10. O jogador, entretanto, teria deixado de efetuar os pagamentos a partir de 18 de outubro de 2020.

No documento, ao qual o GLOBO teve acesso, os advogados solicitam a citação do atleta no processo, para que pague a dívida no prazo de três dias e ainda que seja aplicada uma medida acautelatória urgente determinando a indisponibilidade do saldo de conta-corrente e aplicações financeiras.

Nascido em Belford Roxo, na Baixada Fluminense, Gerson começou a jogar futsal no Fluminense, aos 7 anos. Desde então, chegou a atuar na Roma, na Fiorentina e ficou no Flamengo entre 2019 e 2021. Em 4 de junho do ano passado, foi anunciada sua transferência para o Olympique de Marseille. O valor da negociação foi de 25 milhões de euros (R$ 154 milhões) por 5 anos de contrato, o quarto maior da história do rubro-negro carioca. O salário do meia no clube francês é de R$ 21 milhões por ano.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos